|      |       

 
 
 

MENU

 

 

A nossa história

A nossa história

Uma crônica viva,
cheia de grandes emoções e muita paixão

1905

1905: o início de uma longa aventura

1905

Em 1905, Gennaro Fabbri comprou uma antiga bodega com tonel em Portomaggiore, na província de Ferrara. Ele tinha 45 anos e dois filhos, Aldo e Romeo. Gennaro transformou essa loja na sede de produção e venda de licores. Na placa da loja, ele escreveu "Premiata Distilleria Liquori G. Fabbri", conhecida hoje como "Fabbri 1905". É o início de uma duradoura aventura empresarial de sucesso, que cresceu com o tempo até chegar ao terceiro milênio.

1915

Nasce a "Marena con frutto": a paixão cresce

1915

Nos anos 20, Gennaro Fabbri abriu a primeira fábrica em Bolonha e a produção aumentou para criar ótimos xaropes, alcoólicos e não. Assim nasceu o mais famoso produto: a "Cereja com fruta", inspirada na receita da sua esposa Rachele Buriani, seguido dos xaropes de hortelã, groselha e a famosa cereja.

1930

Cereja com licor: o sabor cresce e se renova

1930

Os anos 30 marcaram o nascimento do licor de cereja e a expansão da gama com as geléias, única produção permitida durante o difícil período bélico. Os filhos Romeo e Aldo participavam mais ativamente no desenvolvimento dos negócios da família, até que, em 1933, o nome original é transformado em "Ditta G. Fabbri de Aldo e Romeo Fabbri".

1935

Bar Centrale: o salão "chique" de Bolonha

1935

Gennaro compra o Bar Centrale di Bologna, situado no coração do centro da cidade, de frente para a Sala Borsa, centro de negócios e tratativas. Os filhos o transformam em um elegante restaurante onde saborear os produtos Fabbri. O local ficava aberto 24 horas por dia, única opção naquele tempo, e desse modo tornou-se um ponto de encontro dos empresários e dos jovens da cidade e da classe médio alta.

1947

Da segunda-guerra mundial à retomada: A Fabbri cresce

1947

Nos anos depois da guerra e da retomada econômica, a empresa se transformou em sociedade anônima, a «G. Fabbri SpA». Estamos em 1947 e a iniciativa dos netos do fundador, Fabio e Giorgio, conduz ao lançamento da produção de licores e, naturalmente, dos produtos tradicionais como a Amarena Fabbri e os xaropes de fruta.

1952

Mais um passo à frente: o sorvete "Made in Italy"

1952

Um desafio corajoso, ao ponto de prospectar a empresa à conquista dos mercados internacionais, é o lançamento dos novos produtos de sucesso: os «Cremolati». Eles são os primeiros ingredientes compostos para a sorveteria artesanal: pasta com base de fruta e creme que, com a adição de água ou leite, como magicamente se transforma em um ótimo sorvete artesanal. Um nicho de mercado na qual a empresa ainda é líder. O sucesso foi clamoroso, fazendo com que a Fabbri criasse um novo mercado: sorvete "Made in Italy".

1954

Fabbri: uma escola de sorvete itinerante ao redor da Itália

1954

Mais uma vez a intuição da família Fabbri antecipou os tempos. Nasceram verdadeiras "escola-laboratório" itinerantes: furgões equipados para mostrar aos sorveteiros e aos confeiteiros como produzir um bom sorvete artesanal, usando os produtos semi-acabados Fabbri. Uma estratégia de marketing altamente inovadora: viajando pela Itália, os furgões divulgavam a imagem da empresa.

1957

A hora do Carosello: “depois do pirata, todos na cama com a Fabbri”

1957

Sempre um passo à frente, a Fabbri estava entre os primeiros protagonistas mundiais do famosíssimo Carosello, o programa de televisão que, desde 1957, fazia companhia a várias gerações de adultos e crianças. As aventuras engraçadas de "Solomon, o doce pirata", o desenho criado pela Fabbri, ainda permanecem na memória de milhões de italianos. Mesmo após o fim do Carosello, a Fabbri continua a investindo em televisão e engajando diretores famosos para cuidar de sua imagem em propagandas e comerciais.

1960

Terceira geração: entusiasmo, paixão estratégia

1960

Nos anos 60 e 70, se consolidou a passagem à terceira geração da família Fabbri. Entusiasmo, paixão e o desejo de estar à frente dos tempos continuaram sendo caracteres distintivos do management. A produção foi transferida para Anzola Emilia, em uma nova fábrica, que ainda está ativa com seus 180 mil metros quadrados de instalações de produção. A marca Fabbri entrou assim nas casas de milhões de italianos graças às propagandas e aos comerciais e, assim, o novo desafio produtivo mais uma vez se revelou bem sucedido.

1970

Topping: uma revolução para a confeitaria doméstica

1970

Nos anos 70, a empresa lançou a linha das primeiras coberturas para sorvetes e sobremesas. Uma verdadeira revolução nos lares italianos, nos quais explodiu a paixão para a sobremesa. Com os produtos Fabbri, tornou-se mais fácil expressar talento e criatividade na cozinha, para a felicidade de toda a família.

1980

Fabbri: lança a marca no mundo

1980

Nos anos 80, ampliou-se a gama de produtos destinados ao consumo fora de casa; a Fabbri começou a colaborar também com empresas parceiras para distribuir seus próprios produtos em vários lugares ao redor do mundo. O objetivo era ampliar e consolidar as vendas nos mercados estrangeiros.

1990

Quarta geração: o bastão passa aos bisnetos Fabbri

1990

A Fabbri 1905 é administrada pela quarta geração da família. Os bisnetos do fundador - Andrea, Nicola, Paolo e Umberto - são a força motriz de uma empresa de 250 funcionários, com 17 linhas de produtos e 23 linhas de embalagem. Uma holding familiar, que distribui 1.200 produtos em mais de 100 nações.

1995

Barman e Chef: mais fantasia no menu

1995

Com a ascenção da marca, graças à publicidade, a Fabbri continuou o seu trabalho de diversificação da produção. Nascem os primeiros produtos para bar: Mixybar e, alguns anos mais tarde, Mixyfruit, frutas concentradas para misturar nas bebidas, aos quais segue a linha de produtos para aromatizar o café, chocolates, cappuccino e chá.

1996

Master Class: no caminho do sucesso

1996

Não só produtos de qualidade, mas também formação profissional. Em 1996, foi fundada a "Escola Permanente Internacional de Sorveteria e Confeitaria Artesanal», certificada UNI. Devido ao grande sucesso da escola, alguns anos mais tarde a mesma mudou de nome para "Fabbri Master Class", a marca que agora identifica os centros de formação Fabbri na Itália e no exterior.

2000

A nova meta: o estilo italiano no mundo

2000

Marca forte, sinônimo de qualidade, a Fabbri conquistou os mercados internacionais com produtos tradicionais, demonstrando de estar sempre pronta a aceitar novos desafios. A estratégia está orientada em duas direções: de um lado a busca de parceiros capazes de distribuir os produtos Fabbri, do outro lado o investimento voltado à criação de empresas estrangeiras controladas pela família Fabbri. A tradição e a paixão ainda são os ingredientes básicos para a Fabbri.

2005

Cem anos: a incrível história da Fabbri

2005

2005 é o ano do centenário, celebrado com eventos, edições limitadas e encontros de grande prestígio. Entre as obras mais apreciadas pelo público, o Pote do Centenário, a monografia "100 anos da Fabbri" e participação no "Festival de Cinema de Veneza". Fabbri 1905, universalmente conhecida por ter "inventado" a inimitável Amarena Fabbri e os xaropes de fruta, tem o compromisso de afirmar o "Made in Italy confeiteiro' no mundo.

2010

Quinta geração: a tradição que se renova

2010

A quinta geração já fez a sua entrada na empresa, colocando-se ao serviço de um grande projeto de busca contínua de inovação, sem sacrificar a forte relação com a tradição. Hoje a empresa atua em quatro mercados principais. Ao lado de muitas propostas destinadas ao consumidor final, a Fabbri oferece soluções e produtos com alto valor agregado para profissionais no mundo do sorvete e da confeitaria artesanal, aos barman e garçons italianos e internacionais e aos chefs de confeitaria na Itália e no mundo.

Continuará

Continuará